Quarta, 24 de Julho de 2024
Publicidade

O cooperativismo de crédito vai muito além do dinheiro

Série de estudos comprova o impacto positivo do cooperativismo de crédito no desenvolvimento regional

10/07/2024 às 09h17
Por: Redação Fonte: Sicredi
Compartilhe:
O cooperativismo de crédito vai muito além do dinheiro
Um modelo de negócio que prospera, mas também transforma vidas e impulsiona o desenvolvimento socioeconômico em todo o Brasil. As cooperativas, que tem seu dia especial comemorado anualmente no primeiro sábado de julho, são comprometidas com o crescimento dos associados e com o desenvolvimento das regiões em que atuam. No ramo crédito, por exemplo, os benefícios vão além do amplo portfólio de produtos e serviços, com o impacto positivo que proporcionam à sociedade como um todo.

O Sicredi, primeira instituição financeira cooperativa do Brasil, conta com 121 anos de história e tem em seu DNA a ajuda mútua e a construção de uma sociedade mais próspera. Enquanto outras instituições financeiras se concentram exclusivamente nos lucros, o Sicredi coloca o bem-estar dos associados e da sociedade no centro de suas operações, reflexo da seriedade em relação aos princípios do cooperativismo. Como um sistema nacional composto por 104 cooperativas, ele está presente em todo o Brasil, com mais de 8,1 milhões de associados, 2.700 agências e 45 mil colaboradores dedicados a fomentar o desenvolvimento regional e a proporcionar a melhor experiência possível aos associados.

É exatamente isso que comprova a série de estudos sobre os benefícios do cooperativismo de crédito. O primeiro estudo, realizado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) em 2019, analisou o impacto sobre a economia local e mostrou como o cooperativismo de crédito eleva o PIB per capita, impulsiona empregos formais e estimula o empreendedorismo local. 

Já a edição de 2020, do pesquisador Juliano Assunção (PUC -Rio), destacou os impactos sobre a bancarização e reforçou como as cooperativas de crédito operaram em municípios a partir de 2,3 mil habitantes, com um PIB menor, enquanto bancos tradicionais, sejam públicos ou privados, exigem oito mil habitantes e um PIB maior para atuar. 

O terceiro estudo, em 2021, que tratou sobre a ampliação da fronteira bancária, ressaltou o papel essencial do cooperativismo de crédito no fornecimento de serviços financeiros completos a municípios considerados menos atrativos pelos bancos tradicionais.  

Para complementar as pesquisas, com foco no desenvolvimento municipal e na expansão bancária, a edição de 2023 analisou o impacto das cooperativas em locais desassistidos e na vida dos associados. Nessa quarta edição, foram analisados 235 municípios com atuação do Sicredi e que não têm agências de outras instituições financeiras, de forma a mensurar o efeito da presença física em um município que possuía apenas acesso a canais digitais. Um dos principais resultados constatados é que, mesmo com a evolução tecnológica e a crescente busca pelos meios digitais, a presença física segue importante e contribui para o uso de produtos financeiros, quando comparado a municípios que não têm o atendimento físico. Essa é mais uma confirmação sobre a importância do atendimento humanizado e próximo que o Sicredi oferece. Isso não apenas impulsiona a inclusão financeira, como, também, possibilita que os associados compreendam e acessem uma variedade de produtos e serviços. 

Dessa forma, o cooperativismo de crédito preza pelo bom desenvolvimento da sociedade como um todo, já que as cooperativas têm como principal objetivo promover a democratização do crédito, a educação e a inclusão financeira de seus associados. De maneira geral, elas almejam o equilíbrio, com impacto no desenvolvimento social das regiões em que estão inseridas e, assim, alavancam a inclusão financeira no país, com o econômico e o social andando lado a lado.

Cooperativas de crédito 
 
Uma cooperativa de crédito oferece todos os serviços de uma instituição financeira tradicional, como cartão de crédito e pagamentos de contas por aplicativo ou débito, até operações de crédito e investimentos mais complexas. O diferencial está nas condições, que têm como base o interesse comum. 
 
Diferentemente dos bancos convencionais, na cooperativa cada associado é dono do negócio, tem direito a voto nas decisões em assembleias e recebe a sua participação proporcional na distribuição dos resultados anuais. Além disso, outra vantagem é o relacionamento próximo, humanizado e personalizado, tanto no atendimento nas agências quanto no ambiente digital.
 
Dia Internacional do Cooperativismo

O Dia Internacional do Cooperativismo é celebrado anualmente no primeiro sábado de julho. Em 2024, será comemorado no dia 6 com o tema: “Cooperativas constroem um futuro melhor para todos”, que destaca a contribuição significativa das cooperativas para o desenvolvimento sustentável global. A data é um momento de reflexão sobre o papel transformador das cooperativas e para que todos possam se comprometer com ações que garantam um futuro melhor.
 
Para saber mais sobre os estudos, acesse:

Benefícios do Cooperativismo de Crédito: A Efetividade do Cooperativismo (2023) – www.sicredi.com.br/media/produtos/filer_public/2023/06/15/beneficios_do_coop_de_credito_efetividade_do_coop_abril23.pdf
 
Benefícios do Cooperativismo de Crédito: Índice Municipal de Bancarização (2021) – www.sicredi.com.br/media/produtos/filer_public/2024/03/11/ampliacao-da-fronteira-bancaria.pdf
 
Benefícios do Cooperativismo de Crédito: Impacto sobre a Bancarização (2020) – www.sicredi.com.br/media/produtos/filer_public/2024/03/11/media_produtos_beneficios-do-cooperativismo-de-credito_1.pdf
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias