Sábado, 22 de Janeiro de 2022
24°

Poucas nuvens

Maripá - PR

Política Internet

Bolsonaro e a internet subaquática

Este projeto e um piloto, e vale informar que o cabo de fibra óptica de 770 km vai conectar Macapá (AP) a Santarém (PA) passando pelos municípios de Alenquer, Almeirim e Monte Alegre, beneficiando mais de 1 milhão de pessoas.

15/01/2022 às 10h01
Por: Redação Fonte: A Política e o Poder
Compartilhe:
Bolsonaro e a internet subaquática

Nesta sexta-feira, dia 14 de janeiro, o Política e Poder, traz mais uma matéria sobre o presidente Bolsonaro e a internet subaquática, que vem sendo o assunto do momento nas redes sociais. 

O Chefe do executivo inaugura rede de internet subaquática no Rio Amazonas.
Como a esquerda usa a preservação do meio ambiente para fazer boa parte de sua militância, a internet subaquática destruiu muitas narrativas. 
Afinal, os cabeamentos, que serão instalados nos leitos dos rios Amazonas, Negro, Solimões, Madeira, Purus, Juruá e Rio Branco, irão gerar pouquíssimo impacto ambiental, pois evitará derrubada de milhões de árvores.
A internet subaquática vai beneficiar 1 milhão de pessoas na região norte.
Este projeto e um piloto, e vale informar que o cabo de fibra óptica de 770 km vai conectar Macapá (AP) a Santarém (PA) passando pelos municípios de Alenquer, Almeirim e Monte Alegre, beneficiando mais de 1 milhão de pessoas.
Além disso, serão implantados 12.000 km de redes de fibra óptica de altíssima capacidade no leito de vários rios da região.
Esta projeto tem como meta, levar internet a 58 cidades do Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima. 
Por fim, este projeto não deixa nenhuma margem para qualquer reclamação da militância da esquerda.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias