Sábado, 22 de Janeiro de 2022
24°

Poucas nuvens

Maripá - PR

Geral Paraná

Governo do Estado garante construção de mais 1.270 imóveis em 25 municípios

O Governo do Estado publicou cinco novos editais de chamamento público para a construção de empreendimentos em áreas públicas de 25 municípios para...

14/01/2022 às 16h40
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Alessandro Vieira
Foto: Alessandro Vieira

O Governo do Estado publicou cinco novos editais de chamamento público para a construção de empreendimentos em áreas públicas de 25 municípios paranaenses. Os processos, geridos pela Cohapar, somaram-se a outros dois abertos no final de 2021 e que preveem, ao todo, a construção de mais 1.270 moradias.

Os projetos habitacionais fazem parte do programa Casa Fácil Paraná, na modalidade Valor de Entrada, em que empreendimentos financiados pela Caixa Econômica Federal recebem subsídios de R$ 15 mil por imóvel do tesouro estadual. Os recursos são utilizados para abatimento do valor a ser pago por famílias com renda mensal de até três salários mínimos, que após o recente reajuste da União equivale a R$ 3.636.

Os municípios com processos em andamento são Andirá, Arapuã, Ariranha do Ivaí, Barra do Jacaré, Cambará, Colorado, Cornélio Procópio, Curiúva, Ibaiti, Jaboti, Jacarezinho, Joaquim Távora, Lidianópolis, Nova América da Colina, Nova Esperança, Paiçandu, Porecatu, Primeiro de Maio, Quatiguá, Rancho Alegre, Ribeirão do Pinhal, Rio Branco do Ivaí, Rosário do Ivaí, Salto do Itararé e Santa Fé.

As construtoras interessadas na execução dos projetos e das obras devem se habilitar por meio dos chamamentos públicos da Cohapar , disponíveis no site da companhia. Após análise das propostas, aquelas que apresentarem o menor preço passarão pela análise técnica da Cohapar e posterior assinatura dos contratos.

COMO PARTICIPAR –Até fevereiro, todos os processos já devem ter sido concluídos com a definição das construtoras vencedoras. Os interessados, no entanto, já podem se inscrever no link cohapar.pr.gov.br/cadastro para se habilitarem a participar do processo seletivo e serem notificados sobre a disponibilidade dos empreendimentos.

Além do desconto de R$ 15 mil oferecido pelo Governo do Estado, os projetos contarão com subsídios variáveis do programa Casa Verde e Amarela e possibilidade de uso do saldo do FGTS como parte do pagamento dos imóveis. Por se tratarem de áreas públicas dos municípios ou do Governo do Estado, os compradores também terão isenção no custo dos terrenos, o que deverá baixar ainda mais o valor das prestações mensais, em financiamentos de até 30 anos.

“Esse programa se baseou na maior dificuldade das famílias em adquirir uma casa própria, que é o alto custo de entrada, e é fruto de várias conversas do Governo do Estado com o Sinduscon-PR, Caixa Econômica, governo federal e outros órgãos estaduais que nos permitiram atender essa parcela da população”, explica o presidente da Cohapar, Jorge Lange.

INVESTIMENTOS– As 1.270 unidades habitacionais liberadas em áreas públicas se juntam a outras 10.989 casas e apartamentos já liberados pelo Governo do Estado em um Chamamento Público para áreas privadas, em que construtoras que possuem empreendimentos aprovados pela Caixa Econômica também podem pleitear os benefícios estaduais. A meta, segundo o presidente da Cohapar, é chegar a 30 mil unidades nas duas modalidades até o fim de 2022.

“São R$ 450 milhões do tesouro estadual reservados para que possamos facilitar a compra da casa própria, mas além do aporte do Governo do Estado, as construções vão beirar os R$ 4 bilhões de investimento”, afirma Lange. “É um dinheiro injetado na economia dos municípios, com a geração de quase 100 mil empregos na construção civil neste momento de retomada da economia”, conclui Lange.

Confira AQUI os primeiros projetos liberados em áreas públicas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Veja também
Ele1 - Criar site de notícias