Sábado, 22 de Janeiro de 2022
24°

Poucas nuvens

Maripá - PR

Municípios PREJUÍZOS NA SAFRA

Prefeitura de Nova Santa Rosa, Defesa Civil e Emater realizam reunião com empresas e cooperativas

Segundo o coordenador da Compdec, Jaime, o prejuízo econômico é inegável.

06/01/2022 às 15h57
Por: Redação Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Nova Santa Rosa
Compartilhe:
Prefeitura de Nova Santa Rosa, Defesa Civil e Emater realizam reunião com empresas e cooperativas

Na manhã de hoje (6) foi realizado no Paço Municipal da Prefeitura de Nova Santa Rosa uma reunião com empresas e cooperativas do município para que fossem feitas tratativas sobre as perdas da safra e de outros cultivos devido à estiagem. Participam do encontro o prefeito, Norberto Pinz; prefeito em exercício, Noedi Hardt; presidente da Câmara de Vereadores, Felipe Schindler; coordenador da Defesa Civil (Compdec) de Nova Santa Rosa, Jaime Sommerfeld; representantes do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (Emater) e também representes da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Infraestrutura e da Secretaria de Administração e Planejamento do município.

Na ocasião, ficou definido por estimativa de todos os presentes que em Nova Santa Rosa a perda chega a até 90% para a soja; 90% para o milho; 16% para a produção de leite, podendo chegar a até 25%; 70% para a silagem e 10% para a mandioca. Conforme informações, até mesmo a mandioca que é mais resistente a estiagem sofre baixa na produção.

Os dados podem sofrer alteração, pois, a maior parte da safra e cultivos ainda não ocorreram. Os presentes, relataram ainda, que além da perda na produção, o que será colhido não terá qualidade boa. Isso, também prejudica a economia, pois haverá uma reação em cadeia, com a falta dos cultivos.   

PREOCUPAÇÃO COM OS PREJUÍZOS ECONÔMICOS

A reunião realizada teve como objetivo amenizar os prejuízos econômicos dos agricultores e produtores dos mais diversos cultivos e produção animal de Nova Santa Rosa. Isso, porque, os dados servirão para que um laudo de danos da agricultura seja feito. Dessa forma, é possível que o município possa aderir ao Decreto do Governo do Estado do Paraná, de 31 de dezembro de 2021, que declarou Situação de Emergência em todo o Estado.

Segundo o coordenador da Compdec, Jaime, o prejuízo econômico é inegável. “E ainda poderão ocorrer danos humanos. Principalmente para pessoas de baixa renda familiar, e em resposta, buscamos alternativas para que água e alimento não faltem”, informa Jaime, afirmando que a Administração Municipal está comprometida com os munícipes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias