Sábado, 22 de Janeiro de 2022
24°

Poucas nuvens

Maripá - PR

Geral Sem pai sem mãe

Entidade LGBT pede fim de termo “pai” e “mãe” em formulários

A ação foi apresentada ao Supremo Tribunal Federal, mas ainda não tem data para ser avaliada.

07/12/2021 às 07h49
Por: Redação Fonte: Gospel Prime
Compartilhe:
Bandeira LGBT (Foto: Reprodução/Pixabay)
Bandeira LGBT (Foto: Reprodução/Pixabay)

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT), entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar excluir os termos “pai” e “mãe” dos formulários públicos presentes na maioria dos órgãos brasileiros.

A justificativa da entidade LGBT foi que os casais homossexuais estavam ficando desconfortáveis com o uso dos termos. O advogado da ABGLT, Daniel Sarmento, disse que tais formulários são humilhantes para as famílias.

“A ação parte de premissas já estabelecidas pelo Supremo sobre a absoluta igualdade das relações homoafetivas, absoluta legitimidade das relações familiares de duas mães ou dois pais, por exemplo. E busca provar no Supremo para superarmos esses obstáculos burocráticos que são, muitas das vezes, duros e humilhantes para as famílias”, disse Sarmento.

No pedido inicial a associação pede que os formulários substituam as indicações “pai” e “mãe” por “filiação 1” e “filiação 2”.

Além da ABGLT, a Clínica de Direitos Fundamentais da UERJ, Wallace Corbo e Ivanilda Figueiredo também são autores da ação.

Não há data para que o caso seja analisado pelo STF. O relator do caso na Suprema Corte é o ministro Nunes Marques.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Veja também
Ele1 - Criar site de notícias