Terça, 24 de Novembro de 2020 00:28
44 99988-4455
Cotidiano Intolerância

Igreja Batista de Poços de Caldas vira alvo de intolerância religiosa: “Morte ao Cristianismo”

Os vândalos fizeram desenhos e escreveram mensagens de intolerância religiosa no templo

13/11/2020 15h22 Atualizada há 5 dias
134
Por: Redação Fonte: A Gazeta Web
Igreja Batista de Poços de Caldas vira alvo de intolerância religiosa: “Morte ao Cristianismo”

A Igreja Evangélica Batista Avivar, de Poços de Caldas, uma cidade que fica no sul de Minas Gerais, foi pichada com mensagens de ódio no último sábado (7). Os vândalos fizeram desenhos e escreveram mensagens de intolerância religiosa no templo.

Por volta das 22h50, a fachada do templo foi pichada com a frase “morte ao cristianismo”, além disso os criminosos desenharam um órgão genital masculino e um símbolo satânico na calçada da igreja.

O pastor da igreja, Rubsnei da Silveira, declarou a TV Plan, uma mídia local, que o ato cometido pelos infratores é de “intolerância religiosa”. O pastor e os membros da igreja chegaram na igreja pela manhã de domingo para celebrar o culto e se depararam com as pichações.

Discriminação

Imagens da câmera de segurança captaram um veículo ocupado por três integrantes, que estacionou na avenida Magda Pinto Amarante. O vídeo mostra uma mulher e dois homens descendo do carro e iniciando as pichações no prédio da igreja.

O vereador Marcedo Heitor (PSC) denunciou o caso em suas redes sociais e escreveu a seguinte frase: “Intolerância e perseguição religiosa em Poços de Caldas! Um perigo que se aproxima!”, declarou o vereador na segunda-feira dia 9 deste mês, na sua conta do Facebook.

O vereador ainda se solidarizou com os membros da igreja e com todos os cristãos da cidade, “Deus tenha misericórdia de nós”, acrescentou em sua publicação.

O caso está sendo acompanhado pela Polícia Civil, que analisa as imagens capturadas pela câmera de segurança.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias