Terça, 24 de Novembro de 2020 00:11
44 99988-4455
Cotidiano Educação

Modelo cívico-militar é aprovado por 75% dos votantes no Paraná

“Somente ontem (27) foram mais de 25 mil votos e há expectativa de um grande número de pais que vão votar hoje

28/10/2020 17h43 Atualizada há 4 semanas
171
Por: Redação Fonte: Banda B
Modelo cívico-militar é aprovado por 75% dos votantes no Paraná

O levantamento do primeiro dia de votação da consulta pública dos colégios cívico-militares, fechado na manhã desta quarta-feira (28), aponta grande aceitação do novo modelo pela comunidade escolar. Dados preliminares indicam que 75% dos votos registrados são favoráveis à migração para a gestão cívico-militar. O número cresce entre pais e responsáveis, chegando a quase 90% de aprovação.

“Somente ontem (27) foram mais de 25 mil votos e há expectativa de um grande número de pais que vão votar hoje. A maioria das famílias quer a mudança do modelo. Ao ofertar essa opção, o Governo do Paraná atende a um anseio muito antigo da sociedade paranaense”, afirma o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder .“A educação está se transformando no Paraná. É um modelo em que acreditamos para o futuro”, reforça.

A votação continua nesta quarta-feira, das 8 às 20 horas, nas escolas, e há possibilidade de extensão do prazo até quinta-feira (29) em algumas delas. Participam da consulta pais ou responsáveis de estudantes, alunos maiores de 18 anos, professores e funcionários dos 215 colégios indicados para o programa.

Para que a implementação seja efetivada, é preciso que mais de 50% das pessoas aptas a votar na escola participe da consulta e que a maioria simples dos votantes (50% e mais um voto) seja favorável ao programa — o maior do País na área, com investimento de cerca de R$ 80 milhões, direcionado a 129 mil alunos. O resultado das consultas, que acontecem em 117 municípios, tem divulgação prevista para quinta-feira. Nos colégios onde a migração for aprovada, haverá implementação da modalidade cívico-militar em 2021.

“Teremos aulas adicionais de Português, Matemática e Civismo, para estudar leis, Constituição Federal, papel dos três poderes, ética, respeito e cidadania. Os alunos vão estudar mais”, explica Feder. No Ensino Médio, haverá, ainda, a adição da disciplina de Educação Financeira.

Além de questões curriculares, outra mudança trazida pela nova modalidade de ensino — que será aplicada em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio — é a gestão compartilhada entre civis e militares. O diretor-geral e o diretor auxiliar permanecem sendo civis e as aulas continuam sendo ministradas por professores da rede estadual, enquanto o diretor cívico-militar será responsável pela infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Haverá, também, de dois a quatro monitores militares, conforme o tamanho da escola.

“Esse programa será transformador para o Paraná. Para entregar a melhor educação do Brasil, precisamos ampliar os projetos e trazer novas ideias”, afirma o governador Ratinho Junior. Ele destaca que a média das escolas cívico-militares no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é 20% maior que a da educação tradicional. “Esse é um modelo vencedor. Se é vencedor, queremos ofertar essa modalidade. A implantação será feita de forma democrática.”

Consulta pública — É necessário levar documento pessoal com foto para a votação, e recomenda-se que cada pessoa leve sua própria caneta. Pais ou responsáveis votam de acordo com o número de matriculados sob sua tutela na escola, ou seja, uma mãe com três filhos pode votar até três vezes.

Formulário falso

A Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná – SEED-PR recebeu hoje a informação sobre um link que está circulando em grupos de whatsapp, contendo um formulário para a Consulta Pública de escolha das Escolas Cívico-Militares. A SEED-PR informa que o formulário é falso, e lamenta que a ação atrapalhe o processo democrático instalado.

Desde o início na manhã de terça-feira (27) está sendo realizada a Consulta Pública em mais de 200 escolas do estado do Paraná, para que a comunidade escolar decida pela migração do modelo tradicional para o modelo cívico-militar. A SEED-PR reitera que a consulta está sendo feita de forma presencial – é imprescindível que pais, estudantes, professores e funcionários das instituições selecionadas vão até as escolas para registrar voto no ‘sim’ ou ‘não’.

A Secretaria da Educação e do Esporte informa que vai registrar denúncia no NUCIBER – Núcleo de Combate ao Cibercrimes, da Polícia Civil do Paraná, para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias