Quarta, 27 de Outubro de 2021
21°

Poucas nuvens

Maripá - PR

Municípios Operação ÁGATA

Operação Ágata Arco Sul da Marinha do Brasil é realizada em Nova Santa Rosa e região de fronteira

Operação interagências visa coibir delitos transfronteiriços e ambientais, em especial o tráfico, contrabando e descaminho

18/09/2021 às 10h55 Atualizada em 18/09/2021 às 11h04
Por: Redação Fonte: Portal Nova Santa Rosa/Marini
Compartilhe:
Operação Ágata Arco Sul da Marinha do Brasil é realizada em Nova Santa Rosa e região de fronteira

Militares da Marinha do Brasil estão em Nova Santa Rosa e região de fronteira realizando a Operação Ágata Arco Sul, em Nova Santa Rosa os fuzileiros estão no trevo de acesso ao distrito de Alto Santa Fé realizando abordagens ao veículos.

Durante a noite os Militares estiveram na rodovia que liga Maripá a Nova Santa Rosa, mais precisamente entre o trevo e a Latícinios Lacsul.

Operação interagências visa coibir delitos transfronteiriços e ambientais, em especial o tráfico, contrabando e descaminho O Ministério da Defesa (MD) deflagrou, no mês de setembro, a Operação ÁGATA ARCO SUL SUDESTE, conduzida pelo Comando do 8º Distrito Naval.

A operação fortalece a integração entre ministérios, órgãos federais, estaduais e agências governamentais, a fim de contribuir para o fortalecimento da prevenção, controle, fiscalização e repressão dos delitos transfronteiriços e dos crimes ambientais.

Entretanto, o principal objetivo da operação é o aumento da sensação de segurança na população pela efetiva presença dos órgãos de Estado na região. Uma Força Tarefa da Marinha do Brasil foi ativada para a execução e coordenação da Operação ÁGATA ARCO SUL SUDESTE, que atua, de forma inédita, simultaneamente na região de fronteira marítima, fluvial e terrestre nos estados de São Paulo e Paraná.

Esta é uma Operação Interagências, que conta com a participação e apoio da Força Aérea Brasileira, Polícia Federal (PF), Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRFB), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI-PR), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Polícia Militar do Estado de São Paulo e do Paraná, Secretaria de Segurança Pública de São Paulo e do Paraná, Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), Fundação Florestal (FF–SP), e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Na faixa da fronteira marítima, a Marinha do Brasil (MB) realiza atividades de Patrulha Naval, Patrulhamento e Inspeção Naval nos fundeadouros e canais de acesso aos Portos de Santos, Paranaguá e São Sebastião.

Estas ações também contemplam a proteção e monitoramento das Plataformas de petróleo e da Zona Econômica Exclusiva brasileira. Participam deste esforço um efetivo de 2116 militares. A operação ainda não tem data para terminar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias