Domingo, 19 de Setembro de 2021
22°

Poucas nuvens

Maripá - PR

Municípios Maripá

Distribuidores de adubo orgânico são entregues a comunidades rurais de Maripá

Os equipamentos, adquiridos por meio de convênio com a Itaipu Binacional, possuem capacidade de 8 mil quilos e são utilizados no preparo do solo para o plantio e colheita da produção agrícola.

10/09/2021 às 08h13
Por: Redação Fonte: Prefeitura do Município de Maripá / Camila Angst
Compartilhe:
Distribuidores de adubo orgânico são entregues a comunidades rurais de Maripá

A Administração Municipal de Maripá realizou na manhã desta quinta-feira (9), em frente ao Paço Municipal, a entrega de quatro distribuidores de calcário e adubo orgânico sólido para comunidades rurais do município. Os equipamentos, adquiridos por meio de convênio com a Itaipu Binacional, possuem capacidade de 8 mil quilos e são utilizados no preparo do solo para o plantio e colheita da produção agrícola.

Foram beneficiadas as associações de Linha Arapaçu, Blumeco, 05 de Outubro e Alto Aurora. O diálogo com os produtores, segundo o prefeito Rodrigo Schanoski, foi muito importante para definir equipamentos que eram mais necessários para as comunidades neste momento.

“Inicialmente, o convênio previa a compra de distribuidores de adubo líquido. Porém, em reunião com os representantes destas comunidades, vimos que os distribuidores de adubo sólido teriam uma utilidade ainda maior para estes produtores. Isso reforça a importância de mantermos o diálogo com toda a comunidade para que tomemos decisões mais assertivas na gestão”, pontua.

Os recursos para aquisição dos distribuidores somam um investimento de R$ 195.990,00. Deste montante, 58% será pago pela Itaipu e o restante entra como contrapartida do município. Para o gestor de convênio da Binacional, Edino Krug, o uso destes equipamentos transforma um passivo ambiental em um ativo ao transformá-lo em adubo.

“Todo o volume de dejetos produzido pelas atividades agrícolas, que tem impacto direto na qualidade do solo e água, deixa de ser um passivo ambiental para se tornar um ativo ao ser bem utilizado na adubação do solo”, explica. “Todas as atividades que a Itaipu desenvolve nos municípios, como a adequação de estradas, construção de terraços, recuperação de nascentes entre tantas outras, tem o objetivo de melhorar a qualidade da água e isto tem um reflexo ainda mais importante neste momento em que passamos pela maior crise hídrica dos últimos tempos”, ressalta Edino.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias